Certifique-se de ter lido e compreendido os termos e requisitos da competição para qual você está se inscrevendo. Você pode encontrar a relação das competições em nossa página de subsídios.

As propostas devem ser específicas, concisas e completas. Elas devem levar em consideração as informações a seguir e ser organizadas na ordem descrita abaixo. Além disso, tenha em mente o limite de páginas para cada seção da proposta. Qualquer página que exceda o limite não será analisada por nosso comitê de avaliação.

Exigências de formatação:

  • Fonte Times New Roman, tamanho 12
  • Espaçamento simples com margens de uma polegada
  • Cada página numerada consecutivamente
  • Limite de 25 páginas (total)

Páginas de capa (2 páginas)

A capa deve ser composta por uma página, contendo o título do programa proposto, o nome da instituição de ensino superior (HEI, sigla em inglês) que está sendo inscrita e os nomes das instituições de ensino superior parceiras e das outras organizações envolvidas no programa claramente identificados. A capa deve fornecer um contato principal dentro da instituição que está sendo inscrita, incluindo o nome da pessoa, sua assinatura, título/posição e departamento/unidade, o endereço da instituição, número de telefone do escritório e endereço de e-mail. Informe se esse contato principal é quem possui autoridade para estabelecer o contrato pelo candidato. Se não for o caso, a outra pessoa também deve ser listada, junto com suas informações de contato e assinatura.

Lista de todas as partes da proposta, incluindo os anexos, com os números das páginas correspondentes.


Narrativa técnica (máximo de 10 páginas)

Você encontrará abaixo as seções exigidas para a narrativa técnica de sua proposta. Clique no título da seção para obter mais detalhes sobre o que ela deverá conter.

É um resumo de como o projeto será coordenado. Não deve exceder duas páginas.

  1. Objetivos e metas do programa;
  2. Atividades principais e resultados antecipados, incluindo a quantidade proposta de estudantes que viajarão para o norte e/ou para o sul e;
  3. Recursos de gestão da HEI candidata, incluindo o(s) nome(s) da(s) pessoa(s) responsável(eis) pela implementação do programa.

Esta seção deverá descrever detalhadamente o programa de intercâmbio estudantil e inovação proposto e como sua instituição e sua instituições parceiras trabalharão juntas para coordená-lo e implementá-lo e para alcançar as metas e objetivos.

  • Apresente a necessidade do programa proposto para sua instituição, para a instituição parceira e/ou para suas respectivas comunidades e descreva como o programa ajudará a atender tal necessidade.
  • Informe claramente a(s) meta(s), objetivos e as atividades que serão realizadas para alcançá-los.
  • Relacione o programa proposto aos esforços e iniciativas de internacionalização de sua instituição e de sua(s) instituição(ões) parceira(s).
  • Descreva como o programa contribuirá significativamente para atingir o objetivo amplo do programa 100,000 Strong in the Americas.
  • Descreva como o programa ajudará a alcançar a diversidade e inclusão no intercâmbio estudantil em sua instituição, bem como nas instituições parceiras (ou seja, instituições de ensino superior pequenas/grandes, rurais/urbanas; grupos de estudantes em desvantagem econômica/não tradicionais/carentes; disciplinas acadêmicas; geografia etc.).
  • Descreva como o programa ampliará as habilidades de sua instituição e sua(s) instituição(ões) parceira(s) que visam aumentar os intercâmbios acadêmicos e fortalecer as redes internacionais entre seu país e os países das instituições parceiras.
  • Explique como o programa aumentará o fluxo de estudantes entre sua instituição e sua(s) instituição(ões) parceira(s).
  • Descreva as atividades estudantis que acontecerão durante o programa, incluindo a parcela que ocorrerá no exterior, e os papéis de sua instituição e de sua(s) instituição(ões) parceira(s) na implementação dessas atividades.
  • O programa deve conceder créditos. Portanto, descreva o tipo de créditos que os estudantes receberão de sua instituição de origem.
  • Descreva como a sua instituição e sua(s) instituição(ões) parceira(s) engajarão a comunidade acadêmica (estudantes, docentes e administradores) na divulgação de apoio para o intercâmbio.
  • Inclua quaisquer atividades de coordenação ou apoio da sociedade civil, instituições governamentais ou do setor provado.

Os subsídios do Fundo de Inovação destinam-se a financiar o início de parcerias de longo prazo entre as instituições. Assim sendo, as propostas devem incluir um plano de sustentabilidade que assegure a longevidade do programa e a capacidade de gerar novos projetos e aumentar a capacidade de intercâmbio acadêmico internacional ao longo do tempo.

  • Demonstre a intenção de sua instituição de criar ou manter uma forte aliança com seus parceiros e assegurar a sustentabilidade da parceria.
  • Descreva qualquer apoio e recursos institucionais e/ou financeiros atuais ou futuros de sua instituição e de sua(s) instituição(ões) parceira(s) para o programa e a parceria propostos.
  • Descreva o que poderá ser alcançado nas instituições parceiras por meio do Fundo de Inovação que não seria possível sem o subsídio. Demonstre como o subsídio ajudará sua instituição ou as instituições parceiras a trazer à tona as oportunidades ou recursos disponíveis.
  • Descreva o potencial impacto do programa proposto para sua instituição e para  sua(s) instituição(ões) parceira(s)
  • Descreva quaisquer esforços atuais para integrar o intercâmbio estudantil no currículo de sua instituição e das instituições parceiras e como o programa proposto ajudará a tornar o intercâmbio estudantil a regra, não a exceção.
  • Apresente as etapas e atividades pelas quais sua instituição e sua(s) instituição(ões) parceira(s) darão continuidade ao programa e/ou às inovações após o final do período de concessão do subsídio.
  • Apresente qualquer apoio e recursos adicionais da instituição, das instituições parceiras e/ou de parceiros externos, incluindo o setor privado.
  • Inclua quaisquer parcerias futuras ou atividades que possam ser iniciadas com a sociedade civil, instituições governamentais ou entidades do setor privado como estratégias para a sustentabilidade do programa.
  • Anexo obrigatório: Inclua cartas convincentes de sua instituição, das instituições parceiras e de organizações externas, demonstrando apoio ao programa. Nenhum acordo formal entre as instituições parceiras é exigido, mas a intenção de colaboração mútua deve ser demonstrada na proposta.

Capacidade institucional

  • Breve resumo da sua capacidade institucional atual e de sua(s) instituição(ões) parceira(s)  para gerenciar programas de intercâmbio. Saliente quaisquer programas atuais no hemisfério ocidental.
    • Instituições com pouca experiência em programas de educação internacional deverão demonstrar o desejo de ampliar sua capacidade e esboçar os passos pelos quais o programa proposto abordará os desafios institucionais atuais de intercâmbio.
    • Instituições com programas internacionais mais robustos devem descrever como poderão aproveitar seu atualmente bem-sucedido programa e explicar quais barreiras para ampliação das oportunidades de intercâmbio estudantil em seu campus poderão ser abordadas pelo programa proposto.
  • Anexo obrigatório: Forneça o(s) nome(s) da(s) pessoa(s) que será(ão) responsável(eis) final(ais) pela implementação e por reportar o programa. Inclua o currículo ou biografia da(s) pessoa(s) identificadas como anexo.

Desafios para o intercâmbio estudantil

  • Forneça uma avaliação sobre os desafios/barreiras específicas que sua instituição e as instituições parceiras enfrentam para a ampliação do intercâmbio acadêmico nas Américas.

Oportunidades de crescimento

  • Identifique áreas para ação ou abordagens inovadoras para lidar com os desafios/barreiras do intercâmbio estudantil em sua instituição e/ou nas instituições parceiras.
  • Descreva as oportunidades que podem surgir a partir do programa proposto que ajudarão as instituições parceiras a abordar os desafios/barreiras do intercâmbio estudantil.

O plano de monitoramento e avaliação (M&E, sigla em inglês) deverá descrever as metas, ferramentas específicas para coleta, análise e relato dos dados quantitativos e qualitativos, informação e feedback e como os dados serão gerenciados ou utilizados no projeto. Clique aqui para obter um modelo básico de um plano de monitoramento e avaliação (M&E).

As informações a seguir fornecerão alguns passos para a criação de um plano que ajudará você a avaliar seu programa e o impacto dele para sua instituição e os estudantes. Propostas que não incluírem as informações a seguir serão consideradas menos competitivas.

  • Especifique os grupos de sua instituição e/ou das instituições parceiras que serão responsáveis pela coleta de dados.
  • Liste as metas e objetivos do programa, incluindo os objetivos de aprendizagem dos estudantes.
  • Identifique os parâmetros/indicadores de progresso e sucesso relacionados a cada objetivo.
  • Determine e quantifique a informação de base (ponto de partida) que será considerada e a meta.
  • Liste as fontes de dados (ou seja, os métodos e ferramentas para coleta).
  • Inclua uma linha do tempo para implementação e avaliação do programa.
  • Inclua qualquer participação dos estudantes no relato sobre as experiências educacionais e culturais que ocorreram antes, durante e após o programa.

Observação: o Fundo de Inovação reserva-se o direito de modificar o plano de monitoramento e avaliação após consulta com o candidato no estágio final de avaliação da proposta.


Orçamento (máximo de 3 páginas)

O orçamento não está incluído nas 10 páginas (limite) da narrativa técnica. Deve ser apresentado em, no máximo, 3 páginas (limite). Incluirá os dois componentes apresentados abaixo. A falha ao apresentar o resumo do orçamento e sua narrativa no formado exigido pode resultar na inelegibilidade de sua candidatura.

Deve ser apresentado em forma de tabela, que delineará as estimativas de custos para o gerenciamento e implementação do programa.  Use o modelo de resumo de orçamento para ajudá-lo a descrever seu orçamento. Ele deve apresentar uma repartição e os cálculos dos itens e atividades do programa, incluindo, mas não se restringindo a:

  • Equipe, margem, consultores
  • Custos de viagens (por exemplo, passagens aéreas, acomodações, transporte, alimentação etc.)
  • Remuneração/bolsa para estudantes e/ou docentes
  • Comunicação, materiais de propaganda, tradução etc.
  • Uso, aluguel ou compra de equipamentos, software, instalações etc.
  • Ferramentas de avaliação do programa
  • Custos indiretos/administrativos. (A custos indiretos máximos permitidos para a concessão é de 20%.)

Explicação e justificativa detalhadas de cada item proposto na tabela de resumo.  Consulte o exemplo de narrativa de orçamento.

  • Descreva a relevância dos itens e atividades para o programa.
  • Identifique claramente a base da estimativa (ou seja, como os custos foram determinados de forma justa e razoável) para cada atividade e item.
  • Faça a distinção entre as atividades e itens para os quais o fundo de inovação dará apoio e os que as instituições parceiras cobrirão de forma compartilhada.
  • Inclua as fontes dos fundos para todos os itens.

Uma forma de demonstrar compromisso é fornecer recursos e apoio correspondentes (em espécie, contribuições em dinheiro etc.) de sua instituição, bem como das instituições parceiras, como forma de contribuição para o gerenciamento e implementação do programa. Não há porcentagem mínima ou máxima exigida. No entanto, as propostas que oferecem uma proporção 1 para 1 serão revisadas de forma mais favorável pelo comitê. De fato, o compartilhamento de custos das propostas vencedoras nas competições anteriores do Fundo de Inovação foi de, em média, de 1.5 para cada 1 oferecido pelo Fundo.

Observe que, se for selecionado para receber o subsídio, será obrigatório que você forneça o valor estipulado em sua proposta. Assim sendo, o compartilhamento de custos deve ser possível e razoável para sua instituição e para as parceiras. Os candidatos são encorajados a:

  • Demonstrar compartilhamento de custos significativo (recomendado: compartilhamento de 1 para 1, no mínimo)
  • Apresentar custos indiretos baixos (recomendado: menos de 20%)
  • Oferecer diversas fontes de compartilhamento de custos, tais como sua instituição, as instituições parceiras, o governo local, a comunidade e/ou o setor provado.

O compartilhamento de custos, de quaisquer instituições e organizações envolvidas, pode ser demonstrado por meio dos exemplos a seguir.
OBSERVAÇÃO: as despesas cobertas pessoalmente pela equipe acadêmica e pelos estudantes não podem ser incluídas no compartilhamento de custos.

  • Tempo dos funcionários/pessoal ou dos consultores
  • Honorários
  • Aluguel/uso de equipamentos
  • Materiais de curso
  • Remuneração/bolsas para os estudantes fornecidas pela instituição/parceiros/recursos externos
  • Isenção de mensalidade/taxas ou descontos
  • Custos indiretos/administrativos
  • Custos de viagens: passagens aéreas, hospedagens, alimentação, transporte etc.

Anexos (máximo de 10 páginas)

Você não deverá anexar mais de 10 páginas de documentos, que devem incluir pelo menos:

A proposta deve incluir cartas convincentes de sua instituição, das instituições parceiras e de organizações externas, demonstrando apoio para o programa. Tais cartas são consideradas muito importantes para o sucesso das propostas. Nenhum acordo formal entre as instituições parceiras é exigido, mas a intenção de colaboração mútua deve ser demonstrada na proposta. Também é desejável que as propostas incluam cartas adicionais da sociedade civil, organizações governamentais ou privadas que estão trabalhando em colaboração ou dando apoio ao programa proposto.

Experiência profissional do(s) responsável(eis) final(ais) pelo gerenciamento do programa.

Documentos que podem ajudar a apresentar mais detalhadamente o programa, tais como uma agenda/itinerário, ferramentas de avaliação, materiais de propaganda etc.


Critérios de avaliação

As propostas enviadas dentro do prazo estabelecido serão revisadas de acordo com as especificações delineadas na solicitação de proposta e com as orientações fornecidas nesta página. As candidaturas serão avaliadas por um painel de revisão independente, selecionado pelo Fundo de Inovação. Todas as informações fornecidas nas propostas são confidenciais e não serão utilizadas para quaisquer propósitos além da realização da avaliação. Os membros do comitê de revisão estarão sujeitos a cláusulas de confidencialidade e não haverá conflitos de interesse.

NARRATIVA TÉCNICA(80%)
1. Resumo executivo e descrição do programa…………………………………………

  • Resumo executivo conciso
  • Metas e objetivos delineados
  • Descrição detalhada das atividades, incluindo viagens
  • Informação clara sobre quantidade e direção da mobilidade estudantil
  • Crédito estudantil
40%

 

2. Plano de sustentabilidade…………………………………………………………………

  • Demonstração de apoio/recursos de todos os parceiros
  • Plano concreto para dar continuação ao programa após o recebimento do subsídio
  • Cartas de apoio anexas
15%

 

3. Capacidade institucional, desafios e oportunidades………………………………

  • Descrição concisa sobre a capacidade da HEI
  • Desafios delineados para o intercâmbio estudantil
  • Oportunidades apresentadas como solução para os desafios
  • Currículo/biografia do(s) diretor(es) do projeto anexados
15%

 

4. Plano de monitoramento e avaliaçãon………………………………………………..

  • Apresentação em forma de tabela
  • Conexão com as metas e objetivos do programa
  • Especificação dos resultados e produção
  • Diversas ferramentas de avaliação
  • Quantificação das metas
10%

 

ORÇAMENTO (20%)

A proposta de custos será avaliada em relação à quão eficazes e realistas os custos são e como o orçamento está relacionado às atividades, objetivos, sustentabilidade e resultados refletidos na narrativa técnica.

1. Tabela de orçamento clara e detalhada………………………………………………. 5%
2. Narrativa com descrições e justificativa do custo dos itens……………………. 5%
3. Baixos custos indiretos/administrativos orçados para o subsídio…………… 5%
4. Contribuição das instituições e de fontes externas……………………………….. 5%